A Partida de Xadrez - detalhes da obra de Sofonisba Anguissola Academia Brasileira de Arte -

O Renascimento é sem dúvida o período mais lembrado no mundo das artes e apesar de sempre termos em discussão nomes de grandes pintores homens, também tivemos mulheres com muito destaque no período. Apesar de ter ficado muito tempo “apagada” na história, Sofonisba Anguissola foi uma das grandes mestras da época.

Ela teve muitos quadros pintados no período e uma vida bem longa (especialmente para a época), morrendo com 93 anos. Dentre suas obras, uma das principais é “A Partida de Xadrez”, da qual iremos falar um pouco mais hoje.

Quem foi Sofonisba Anguissola?

Sua vida na época saiu totalmente do que era comum às mulheres. Para começar, seu pai Amilcare Anguissola, teve a atitude de transformá-la numa pintora profissional. Ele incentivou não apenas o filho Asdrubale, como também todas as filhas mulheres a obter uma educação de alto nível e a desenvolver habilidades artísticas. 

Isso também foi facilitado pela origem nobre da família e possibilidade de dar tal tipo de educação, que era muito restrita na época. Tamanho era seu talento, que os grandes mestres do período não podiam ignorá-la. Por exemplo: aos 14 anos, ela passou a ter aulas com o pintor italiano Bernardino Campi. Só que o contato dela com Michelangelo merece um destaque especial. 

Sofonisba Anguissola começou a se corresponder com Michelangelo e lhe enviou o retrato de uma menina rindo. Ele acreditava ser mais difícil desenhar pessoas chorando e pediu-lhe para retratar um menino chorando. Ela o fez retratando seu irmão sendo mordido por um caranguejo. 

  

Menino Mordido por um Caranguejo – Sofonisba Anguissola, de 1554

A qualidade da obra convenceu Michelangelo, que lhe enviou seus próprios esboços, passou a aconselhar Sofonisba e oferecer uma espécie de tutoria informal. Nesta época ela estava com pouco mais de 20 anos. 

Posteriormente, já com fama internacional, ela foi dama de companhia da rainha da Espanha durante o reinado de Filipe 2º, mas na verdade era retratista da família. O fato de não assinar suas obras e ter este cargo “não-oficial” prejudicou muito seu reconhecimento. Inclusive muito de seus trabalhos foram atribuídos a pintor oficial da corte, Alonso Sánchez Coello.

Em seus últimos anos ela tornou-se mestra, ensinando Antony van Dyck, principal pintor da corte inglesa. Apenas nos últimos anos que especialistas passaram a avaliar e atribuir a Sofonisba Anguissola a autoria de suas próprias obras.

A Partida de Xadrez e o contexto envolvido

Entre suas muitas obras, a de maior destaque é “A Partida de Xadrez” de 1555 e atualmente exposta no Museu Nacional de Poznán, na Polônia. Para começar pela temática: o xadrez era visto como algo restrito aos ambientes de corte e aristocracia e, em predominantemente, ao sexo masculino. 

Inclusive nesta época, mulheres praticando o jogo era algo até malvisto. Isso porque as mudanças no movimento da rainha e do bispo fizeram das partidas mais rápidas e o jogo passou a ser considerado uma atividade de lógica e raciocínio. Estas, até então, eram atividades não adequadas a nova visão de qualidades para a mulher na época

Retratar esta cena que, pela descontração do momento e tenra idade das modelos, parecia ser algo corriqueiro na rotina da família, mostra a criação bastante diferenciada que os pais deram às suas filhas. Além disso, pode-se notar um domínio delas do jogo, não sendo apenas uma imagem fabricada.

Análise da obra

Acredita-se que Sofonisba Anguissola estava pintando suas irmãs no momento em que elas jogavam, inclusive com a proximidade da retratação mostrando essa relação íntima. Elas eram no total em seis (além do irmão) e pelas idades se supõe que são: Elena à esquerda, Minerva ao centro e Lucia à direita. Além delas, temos a serva observando no canto da tela.

A cena mostra a irmã mais velha fazendo um movimento e com a rainha da menor na mão, com um sorriso que indica que acabou de vencer a partida. A da direita levanta a mão e mostra uma expressão não tão animada. Enquanto isso, a menorzinha ao meio parece divertir-se com a cena, mas sabendo exatamente o que estava acontecendo. 

A própria imagem da serva, divertindo-se com a irmã menor, reforça a questão relacionada ao conhecimento delas sobre o jogo. Indo para além do jogo, temos uma impressionante riqueza de detalhes na obra, com as peças do tabuleiro sendo facilmente identificáveis e pintadas exatamente dentro dos quadradinhos do tabuleiro.

As roupas das irmãs são retratadas com uma impressionante riqueza de detalhes, texturas e brilhos. As vestes também reforçam o status social da família, pois estas eram comuns para os membros da corte.

Por fim, podemos destacar os traços dos rostos que são muito parecidos, mas ao mesmo tempo particularizados nos diferentes formatos dos olhos e nos tons e brilhos da pele. Além disso, temos o uso com maestria da técnica do sfumato.

Considerações de Giorgio Vasari sobre A Partida de Xadrez

As palavras de Giorgio Vasari são particularmente importantes, pois este ficou conhecido por escrever biografias de seus contemporâneos. Ele destacou a qualidade superior da já citada técnica do sfumato e especialmente pela vividez das imagens, a qual podemos destacar o seguinte trecho de sua análise:

“As figuras parecem verdadeiramente vivas e que não lhes falta outra coisa, senão a palavra”.

Além dele, devemos citar uma importante informação do estudioso Bernard Berenson sobre a obra. Segundo ele, esta é uma das primeiras obras de conversação, retratando o cotidiano da corte. Este tipo de pintura se tornaria bastante comum nos séculos seguintes.

Aprenda pintura na ABRA 

Gostou destas curiosidades? E que tal se fosse possível fazer um curso acadêmico completo, com acompanhamento individualizado, no conforto e segurança de sua casa? O curso online “Pintura Acadêmica: Formação Completa” da ABRA é o mais completo no mercado. 

Conheça agora mesmo os benefícios e metodologia do curso clicando aqui e faça sua matrícula agora mesmo!

Autoria: Departamento de Pesquisa e Cultura ABRA

 

 

×

Curioso(a) para desvendar os segredos da Inteligência Artística? Nosso e-book exclusivo, "EXPLORANDO O MUNDO DA IA - INTELIGÊNCIA ARTÍSTICA," está repleto de insights e conhecimentos profundos sobre como a IA está transformando o cenário artístico.

Queremos compartilhar esse tesouro de informações com você!

Basta preencher o formulário abaixo para baixar o e-book e começar a jornada de descoberta:

Mas espere, há mais! Além de receber seu e-book, convidamos você a mergulhar em nossos cursos que abrangem a interseção empolgante entre a criatividade e a IA. Prepare-se para expandir seus horizontes e criar de maneira inovadora.

Não perca a oportunidade de explorar a IA e suas possibilidades artísticas. Preencha o formulário e desbloqueie o acesso ao e-book e ao mundo de criatividade que o espera!

×

Regulamento da Campanha – ABRA.ia – Inteligência Artística

ABRA IA – Inteligência Artística

Em uma era digital mergulhe na sua criatividade
Período 01/08/2023 até 30/09/2023

 

1. Bolsas de estudo integrais para indicações:

Os participantes que comprarem um curso presencial e indicarem outra pessoa que também efetuar a compra de um curso presencial serão elegíveis para receber uma bolsa de estudo integral para um curso rápido de sua escolha de acordo com disponibilidade de vagas e datas de início.
Tanto o participante que realizou a indicação quanto o indicado à bolsa de estudo. A bolsa de estudos será concedida após a confirmação do pagamento e matrícula dos dois participantes indicados. Os ganhadores receberão um comunicado da escola informando a disponibilidade da bolsa, assim como os cursos disponíveis e datas de início para a escolha. 

 

2. Compre e Leve: curso de História da Arte online:

Os participantes que adquirirem o Kit de material da ABRA terão como brinde um curso online de História da Arte. O curso online será disponibilizado em até 3 dias úteis após a confirmação do pagamento do Kit de material, a) caso a aquisição seja de um curso de história da arte, deve ser oferecido outro curso equivalente.

 

3. Desconto de 60% em todos os cursos online:

Durante o período da campanha, todos os cursos online terão um desconto de 60% sobre o valor regular.Os participantes poderão se inscrever em quantos cursos online desejarem com o
desconto aplicado. 

 

4. Compre um curso e ganhe outro:

Os 200 primeiros participantes que adquirirem cursos online, terão como brinde acesso a um segundo curso à sua escolha que deverá seguir alguns critérios que são: a) é limitado a 1 curso por pessoa b) a campanha se estenderá até atingir o número de pessoas da estipulado, não tendo prazo definido para encerramento c) caso no período de 60 dias correspondentes a campanha não atinja a quantidade de 200 participantes todos que adquiriram serão contemplados d) é de responsabilidade do participante acompanhar seu e-mail para receber as informações relativas à campanha e) a ABRA não se responsabiliza com a perda de informações enviadas f) o participante que não enviar a opção de curso até a data estabelecida terá seu benefício cancelado. g) o e-mail solicitando a escolha do seu próximo curso será enviado em até 7 dias úteis após a confirmação do pagamento do primeiro curso, através do e-mail disponibilizado na hora da compra h)O acesso ao segundo curso só será disponibilizado após o envio da escolha do curso que siga os critérios descritos neste parágrafo. i) o
prazo para receber o acesso dos cursos é 30/09/2023 j) lista com todos os ganhadores será disponibilizada apenas no fim da campanha. É de responsabilidade do participante acompanhar seu e-mail para receber as informações relativas à campanha. O prazo de resgate da oferta é de 60 dias.

 

5. Bolsa integral de curso online para ação social:

A cada curso presencial adquirido, a ABRA vai disponibilizar uma bolsa integral do curso online História da Arte para um aluno matriculado na rede estadual de ensino médio. A seleção dos alunos beneficiados será realizada em parceria com instituições de educação parceiras. As bolsas serão disponibilizadas ao final da campanha para a instituição de ensino escolhida.