fbpx

A cidade de São Paulo é famosa por ser um pólo cultural diverso, com arte para todos os gostos e preferências. E dentro deste universo, talvez um dos pontos turísticos mais peculiares e interessantes seja o Beco do Batman, na Vila Madelena.

Graffitis de Enivo, Highraff e Saci Candido no Beco do Batman

“O que antes era um ponto de encontro de grafiteiros agora se tornou referência na cidade quando o assunto é arte urbana. Pensando nisso, hoje vamos falar um pouco sobre como ocorreu essa transformação do local e como ele está atualmente.

Beco do Batman: desde o início uma fonte de referências ao herói 

Parece até o nome de um filme do Homem-Morcego, não é mesmo? Mas o fato é que o local, muito antes de ser conhecido por esse nome, já contava com algumas alusões ao herói da DC. Isso ocorria porque a viela sem nome, que ligava a rua Harmonia à Medeiros de Albuquerque, era um lugar ermo e escuro, iluminado apenas pela lanterna dos poucos carros de moradores ou passantes esporádicos.

Esse cenário sombrio fez com que, por muitas décadas, as crianças da região usassem o lugar como uma referência à Batcaverna. Contudo, o polo artístico demorou a surgir.

Eduardo Kobra é um dos muitos grandes nomes da arte urbana brasileira com grafites no Beco do Batman

Os diversos nomes do espaço ao longo da história 

Inicialmente, a região da Vila Madalena era distante do centro, com o Beco do Batman sendo ainda mais periférico. Isso mudou com a chegada da Imporbox, uma serralheria, produtora de boxes de acrílico com alumínio, que levou mais gente para o bairro. Por um tempo, a região ficou conhecida pelo nome da empresa e era local de prática de esportes, como futebol e vôlei.

Durante os anos 70, ele passou a ser conhecido como o ‘larguinho’, sendo principalmente um ponto de encontro para as pessoas jogarem bola. Foi nessa época que começou o hábito de pintar a região, por conta da Copa do Mundo. Muitos jovens da época também se reuniam ali para paquerar, ao som de música vinda dos carros estacionados por lá.

A mudança para o aspecto artístico ocorreu entre as décadas de 80 e 90, quando estudantes da USP começaram a se mudar para a região.”

Os primeiros grafites do beco e a lenda por trás do nome “Beco do Batman” 

A mudança dos moradores da Vila Madalena (a alta presença de jovens estudantes e artistas), que além do estudo, também frequentavam os bares da região, começou a tornar o bairro um polo artístico e cultural, o que atraiu artistas como Zé Carratu e seu grupo, o Tupinaodá, o primeiro coletivo de arte urbana do Brasil.

Eles foram os primeiros a grafitar o beco, quando esse tipo de arte sequer ainda tinha esse nome. Inclusive, eles pintaram muitos outros muros da região, como explicou Zé Carratu ao site da Galeria ZIV, que fica no próprio Beco do Batman. 

Finalmente, após a passagem de Zé Carratu, Tupinaodá e Alex Vallauri (o pioneiro do graffiti no Brasil), chegou a famosa pintura do Batman, que há muito tempo não está mais lá.

Segundo Carratu, ela era feita em estêncil e estava localizada em uma parede à direita da viela, vindo da rua Harmonia, em uma inclinação, antes de chegar ao ‘larguinho’. Ela surgiu da noite para o dia no final da década de 80 e tem autoria incerta, com diversas teorias levantadas pelos frequentadores do local.

Carratu cita dois garotos de São Caetano do Sul, há quem cite um cenógrafo que prefere não falar no assunto, além de outros grafiteiros. Fato é que a presença dela consolidou o local como ponto artístico e cultural, fazendo com que nas décadas seguintes o lugar ficasse repleto de grafites, se tornando o museu a céu aberto como conhecemos hoje.

O Beco do Batman nos dias de hoje 

A mudança ao longo das décadas na região fez com que ali fosse um ponto artístico que até ganhou placas de acesso no bairro. O lugar é frequentado praticamente todos os dias da semana por quem quer conhecer, tirar fotos ou mesmo fazer selfies em meio aos inúmeros grafites do Beco do Batman.

Até placa para chegar lá tem nos dias de hoje

O funcionamento da região também mudou, pois desde 2015 não passam mais carros na viela e desde 2016 ali conta com iluminação noturna. Apesar disso, tivemos alguns problemas por conta do excesso de barulho à noite, o que fez com que um dos moradores pintasse o muro de sua casa de cinza. Felizmente, o problema foi resolvido, e hoje ele está pintado normalmente.

Seu funcionamento hoje é bastante curioso: começa que as obras não são fixas. Ou seja, daqui um tempo, quem foi lá, deve encontrar obras totalmente diferentes. Contudo, há uma organização em meio ao disputadíssimo espaço: apenas o próprio artista pode pintar por cima de uma obra sua ou então um outro artista pode fazê-lo, desde que com autorização do atual.

Grafite atual do homem-morcego no Beco do Batman

Para manter o espaço bem cuidado, um grupo de artistas faz a manutenção dos muros periodicamente, mas sem alterar obra de nenhum dos outros. A obra que deu nome ao Beco do Batman infelizmente não está mais lá, mas na ZIV Gallery temos um novo grafite do homem-morcego, feito por Pedro Cobiaco, em parceria com a própria galeria e com a Warner.

Aprenda Arte urbana na ABRA

Você conhecia já a história desse local, que é uma referência na arte urbana? E o que acha de fazer um curso relacionado ao tema e no conforto de sua casa?

Pois o “Curso de Introdução ao Grafitti” trará para vocês a história do movimento, além de todo o conhecimento necessário para poder começar a criar esse estilo tão em alta de arte.

Conheça agora mesmo os benefícios e metodologias dos cursos online clicando aqui e faça sua matrícula agora mesmo!

×

Curioso(a) para desvendar os segredos da Inteligência Artística? Nosso e-book exclusivo, "EXPLORANDO O MUNDO DA IA - INTELIGÊNCIA ARTÍSTICA," está repleto de insights e conhecimentos profundos sobre como a IA está transformando o cenário artístico.

Queremos compartilhar esse tesouro de informações com você!

Basta preencher o formulário abaixo para baixar o e-book e começar a jornada de descoberta:

Mas espere, há mais! Além de receber seu e-book, convidamos você a mergulhar em nossos cursos que abrangem a interseção empolgante entre a criatividade e a IA. Prepare-se para expandir seus horizontes e criar de maneira inovadora.

Não perca a oportunidade de explorar a IA e suas possibilidades artísticas. Preencha o formulário e desbloqueie o acesso ao e-book e ao mundo de criatividade que o espera!

×

Regulamento da Campanha – ABRA.ia – Inteligência Artística

ABRA IA – Inteligência Artística

Em uma era digital mergulhe na sua criatividade
Período 01/08/2023 até 30/09/2023

 

1. Bolsas de estudo integrais para indicações:

Os participantes que comprarem um curso presencial e indicarem outra pessoa que também efetuar a compra de um curso presencial serão elegíveis para receber uma bolsa de estudo integral para um curso rápido de sua escolha de acordo com disponibilidade de vagas e datas de início.
Tanto o participante que realizou a indicação quanto o indicado à bolsa de estudo. A bolsa de estudos será concedida após a confirmação do pagamento e matrícula dos dois participantes indicados. Os ganhadores receberão um comunicado da escola informando a disponibilidade da bolsa, assim como os cursos disponíveis e datas de início para a escolha. 

 

2. Compre e Leve: curso de História da Arte online:

Os participantes que adquirirem o Kit de material da ABRA terão como brinde um curso online de História da Arte. O curso online será disponibilizado em até 3 dias úteis após a confirmação do pagamento do Kit de material, a) caso a aquisição seja de um curso de história da arte, deve ser oferecido outro curso equivalente.

 

3. Desconto de 60% em todos os cursos online:

Durante o período da campanha, todos os cursos online terão um desconto de 60% sobre o valor regular.Os participantes poderão se inscrever em quantos cursos online desejarem com o
desconto aplicado. 

 

4. Compre um curso e ganhe outro:

Os 200 primeiros participantes que adquirirem cursos online, terão como brinde acesso a um segundo curso à sua escolha que deverá seguir alguns critérios que são: a) é limitado a 1 curso por pessoa b) a campanha se estenderá até atingir o número de pessoas da estipulado, não tendo prazo definido para encerramento c) caso no período de 60 dias correspondentes a campanha não atinja a quantidade de 200 participantes todos que adquiriram serão contemplados d) é de responsabilidade do participante acompanhar seu e-mail para receber as informações relativas à campanha e) a ABRA não se responsabiliza com a perda de informações enviadas f) o participante que não enviar a opção de curso até a data estabelecida terá seu benefício cancelado. g) o e-mail solicitando a escolha do seu próximo curso será enviado em até 7 dias úteis após a confirmação do pagamento do primeiro curso, através do e-mail disponibilizado na hora da compra h)O acesso ao segundo curso só será disponibilizado após o envio da escolha do curso que siga os critérios descritos neste parágrafo. i) o
prazo para receber o acesso dos cursos é 30/09/2023 j) lista com todos os ganhadores será disponibilizada apenas no fim da campanha. É de responsabilidade do participante acompanhar seu e-mail para receber as informações relativas à campanha. O prazo de resgate da oferta é de 60 dias.

 

5. Bolsa integral de curso online para ação social:

A cada curso presencial adquirido, a ABRA vai disponibilizar uma bolsa integral do curso online História da Arte para um aluno matriculado na rede estadual de ensino médio. A seleção dos alunos beneficiados será realizada em parceria com instituições de educação parceiras. As bolsas serão disponibilizadas ao final da campanha para a instituição de ensino escolhida.