Artigos

Crianças podem (e devem) praticar a pintura!

O que fazer com crianças em casa durante o período de quarentena? Já falamos aqui sobre brincadeiras a serem desenvolvidas com elas e sobre organização da casa como atividade familiar. Porém, muitos pais estão tendo dificuldades em conciliar o trabalho, na modalidade home office, com a atenção que precisam dispensar às crianças.

Neste contexto, surge uma atividade lúdica e muito importante no desenvolvimento de todas as crianças: a pintura. Alguns pais nos perguntam se toda criança pode praticar esta atividade ou se existe alguma restrição. Nossa resposta é SIM! Não só podem, como DEVEM! Evidentemente que é necessário adaptar a pintura à faixa etária e de desenvolvimento de cada criança, mas de uma maneira geral, a partir de doze meses já é possível começar a desenvolver essa habilidade.

Neste texto iremos apresentar as principais vantagens da pintura para crianças, bem como algumas dicas de como colocar em prática essa habilidade.

// Importância da pintura para o desenvolvimento de crianças

Em nossos cursos de pinturas para crianças, muitas vezes observamos que não há a prática em casa. Algumas chegam e nunca seguraram um giz de cera ou pincel antes de iniciarem o curso. Isso é muito triste, pois além de não ter contato com esta importante atividade, a criança perde em desenvolvimento.

Você já reparou que as pessoas de hoje parecem muito mais desastradas do que as de antigamente? Que as habilidades manuais parecem reduzidas? Isso é fruto da falta de prática e incentivo desde a mais tenra idade.

Se compararmos as atividades que uma criança desenvolve com uma da mesma idade há 30 anos, veremos como o desenvolvimento de hoje é prejudicado. Era comum, no passado, crianças usarem brinquedos manuais, muitos feitos por elas mesmas, como pipas, telefone de lata e afins. Além disso, brincadeiras ao ar livre, recheadas de movimentação, ajudavam na formação motora das pessoas.

Com os hábitos modernos voltados à tecnologia e sedentarismo, muito se perdeu dessa capacidade de desenvolvimento motriz. Não é saudosismo ou achar que o mundo era melhor antigamente nem nada do gênero. É apenas uma constatação da mudança de hábitos a que todos nós fomos submetidos.

// Quando introduzir a criança à pintura?

Não há uma regra para isso! O desenvolvimento infantil é algo muito particular, e comparar diferentes crianças é algo que jamais deve ser feito. Da mesma forma que algumas começam a andar e falar com 1 ano de idade e outras demoram 2 anos, a pintura pode florescer mais cedo ou mais tarde sem problema nehum.

Em média, e isso é apenas uma referência, aos 12 meses a criança já consegue usar o lápis de cera para “marcar” o papel. Ainda utilizando o padrão médio de desenvolvimento, com 2 anos uma criança já consegue imitar formas de outros desenhos, com 5 já faz figuras geométricas e aos 6 tem capacidade de desenhos um pouco mais complexos.

Por outro lado, os pais não devem se preocupar muito com o produto da atividade – o desenho ou pintura em si. Nesse sentido, pense na pintura como uma atividade lúdica e, mais importante do o resultado final é o processo pelo qual a criança passa. Observe com atenção a alegria de uma criança ao colocar um pincel sujo de tinta na água. Enquanto observa a mudança de cor no líquido, há uma sensação de êxtase com aquele processo, que para ela parece mágica! 

// Motivando a pintura infantil

Não é muito difícil motivar uma criança a pintar. De uma maneira geral, é algo que elas fazem com prazer, e é mais difícil fazer parar do que começar. Porém, temos algumas dicas que podem ampliar ainda mais o interesse na atividade.

Primeiramente, o pintar deve ser algo de fácil acesso para a criança. Deixar lápis de cor, giz de cera, tinta, livros para colorir e papel em fácil acesso vai incentivar que ela mesma tenha a iniciativa de praticar a pintura. Se toda vez que ela quiser pintar ela tiver que pedir a um adulto para pegar os materiais, pode ser algo cansativo. Dessa forma a criança tende a optar por brincadeiras mais fáceis.

Outro aspecto importante é que a criança tenha espaço para colorir – e consequentemente sujar tudo à vontade. Aqui estamos falando de papel, roupa, a própria criança, chão e parede. Se for possível ter uma área 100% artística, isso ajudará demais na atividade. Como muitas pessoas moram em apartamentos pequenos e não dispõem deste espaço, uma alternativa é ter a mesinha de arte. Neste espaço, a criança poderá sujar da forma que quiser, sem limites para a brincadeira.

A participação dos pais neste processo é fundamental. Incentivar, elogiar, expor os desenhos pela casa são atos que certamente irão aumentar o interesse da criança na atividade. Participar junto, criar concursos na casa de melhor desenho ou pintura e passar este tempo ao lado dos seus filhos também é algo que faz a diferença.

Evite entregar tudo pronto à criança. Desafie-a a criar os próprios desenhos para pintar ou então descobrir as cores da forma que ela achar mais interessante. Se você der um desenho pronto, com as cores de referência, ela não irá criar nada, apenas reproduzir uma ideia pronta.

// Escolhendo os melhores materiais para pintura

Com quais materiais uma criança deve pintar? A resposta para esta pergunta precisa primeiramente passar pelo crivo da faixa etária. Alguns materiais não são recomendados para crianças muito pequenas, por serem tóxicos ou pelo risco de elas comerem. Respeitados os limites da idade, não há limites para a criatividade.

Quando a ideia é brincar de carimbo, por exemplo, por que não inventar novas formas de fazer isso? Esponjas caseiras, pedaços de batatas cortados com formas de desenhos ou até mesmo as próprias mãos da criança são excelentes carimbos! Quanto mais texturas ou materiais forem oferecidos à criança, maior o desenvolvimento dela nesta etapa.

Ainda há a possibilidade da “pintura online”. Se você está em confinamento e não tem os materiais necessários para a criança desenhar e pintar, muitos sites trazem desenhos para colorir. Entretanto, este tipo de atividade não pode e nem deve ser restrito a aparelhos como tablets e celulares. O contato com lápis, papel, tinta, água e outros objetos faz parte da infância saudável!

// A principal regra: deixe a criança se divertir!

De todas as regras, a mais importante de todas é deixar a criança se divertir à vontade! Não coloque limites na pintura, nem tente estabelecer o que é certo ou errado. Cada idade tem suas características, e a diversão é o ponto chave dessa atividade.

Gostou das dicas acima? Então sente-se com as crianças de sua casa e comece a pintar agora mesmo!

// Quer saber mais sobre os cursos:

Redação
ABRA – Academia Brasileira de Arte.

 

Links Internos

https://abra.com.br/cursos/kids-teens/

https://abra.com.br/blog/#post-brincando-com-os-sentidos-para-entreter-criancas

https://abra.com.br/blog/#post-organizar-casa-extraia-o-melhor-dos-recursos-que-voce-tem

Links Externos

https://catracalivre.com.br/criatividade/conheca-10-sites-com-desenhos-para-colorir-online/

Comentários

Abrir Chat
Ei, estamos no WhatsApp!
Está com Dúvidas?

Fale agora com um de nossos Consultores Educacionais!