Criatividade: um trabalho dos 2 lados do cérebro - ABRA Academia Brasileira de Arte -

Durante muito tempo e mesmo nos dias de hoje, muito se diz sobre “os lados dominantes do cérebro”. O que seria isso? Resumidamente uma forma de definir se uma pessoa é mais racional ou criativa, baseado na área cerebral esquerda ou direita. Por exemplo: “tal pessoa tem a criatividade aflorada, seu lado dominante é o direito” ou “ele é mais racional, seu lado esquerdo é predominante”.

A pergunta é: até onde isso é verdade e até onde isso é mito? Agora vamos passar pelo surgimento dessa teoria, até onde ela é real e onde entra nosso processo criativo nisso tudo.

Roger W. Sperry e a teoria dos hemisférios cerebrais independentes 

Prêmio Nobel de medicina em 1981, Roger Wolcott Sperry foi um neurobiologista e fisiologista estadunidense que estudou o funcionamento cerebral de pacientes epiléticos, cujo o “corpo caloso” (estrutura que permite a comunicação entre os dois lados), havia sido removida.

As experiências consistiam em colocar o paciente para ler uma palavra com um olho, enquanto o outro estava tapado e mostrar-lhes dois objetos da mesma forma, para que depois eles o desenhassem. No primeiro caso, somente quem viu com o olho direito (dominado pelo lado esquerdo), se lembrou.

No segundo teste, só quem viu com o olho esquerdo (dominado pelo lado direito) desenhou, pois os que viram com o direito só descreveram o objeto. Sendo assim, concluiu-se que os lados trabalham de forma independente e sem comunicação, com o esquerdo sendo o capaz de racionalizar as coisas. Desde então surgiu a base para a tese que somos dominados por um dos hemisférios.

Entretanto, com o avanço da ciência viu-se que a coisa não é bem assim. Temos de fato lados dominantes, mas em nível muito mais básico, que é:

  • o hemisfério cerebral direito recebe sinais sensoriais e direciona o movimento no lado esquerdo do corpo;
  • o hemisfério esquerdo rege funções correspondentes para o lado direito.

A partir daí, as coisas ficam muito menos simples, mas não menos interessantes.

O mito da criatividade no lado direito do cérebro 

Como se pode imaginar, não faltaram teorias ou mesmo fórmulas para exercitar o lado direito e melhorar sua criatividade. Entretanto, como as pesquisas nessa área avançaram, começou-se a derrubar algumas teses, entre elas a dos “lados independentes”. Apesar de termos realmente pessoas mais intuitivas e mais racionais, a atividade cerebral delas é bem distribuída.

Um exemplo interessante é quando falamos. Aqui a cooperação entre os lados ocorre assim: o hemisfério esquerdo escolhe os sons que formam as palavras e trabalha na sintaxe da frase. Por outro lado, o hemisfério direito cuida da entonação, a “parte emocional” da fala. Ou seja, mesmo que o primeiro cuide de boa parte do processo, cabe ao segundo dar a humanidade do discurso.

Um estudo do Laboratório de Pesquisa de Criatividade da Universidade Drexel e publicado na revista NeuroImage, estudou a atividade cerebral de guitarristas de jazz, mostrou isso de forma mais prática. Eles estudaram a atividade neurológica dos músicos mais e menos experientes, durante uma improvisação.

Como resultado, de fato nos músicos menos experientes, o lado direito impulsiona a criatividade. No entanto, ao observar a atividade cerebral dos mais experientes, viu-se grande atividade do lado esquerdo.

A conclusão foi que, enquanto aqueles inexperientes valem-se da “criatividade do lado direito” quando lidam com o desconhecido. Por outro lado, quando a pessoa tem vasta experiência na tarefa, ela se baseia rotinas bem aprendidas do hemisfério esquerdo.

“Se a criatividade é definida em termos da qualidade de um produto, como uma música, invenção, poema ou pintura, o hemisfério esquerdo desempenha um papel fundamental. No entanto, se a criatividade é entendida como a capacidade de uma pessoa para lidar com situações novas e desconhecidas, como é o caso de improvisadores iniciantes, o hemisfério direito desempenha o papel principal”.  John Kounis, um dos líderes desta pesquisa, sobre o estudo.

Criatividade: um processo feito “à dois hemisférios” 

Segundo Ned Herrmann, pesquisador e considerado “pai da tecnologia de domínio do cérebro”, que passou 20 anos desenvolvendo modelos de atividade cerebral e a sua relação com o processo criativo, a criatividade é um processo de “cérebro inteiro”. Ele defende que o processo criativo segue os seguintes passos:

  1. Interesse (ambos hemisférios);
  2. Preparação – fase em que o problema é analisado em todos os ângulos (hemisfério esquerdo);
  3. Incubação – quando não pensamos conscientemente no problema (hemisfério direito);
  4. Estalo (ou insight) – quando a grande ideia vem à nossa mente (hemisfério direito);
  5. Verificação (hemisfério esquerdo);
  6. Aplicação (ambos hemisférios).

Como podem ver, a criatividade é um trabalho feito pelos dois lados do cérebro, com um complementando o outro dentro da sua especialidade. Ou seja, para exercitar seu lado criativo, não basta apenas pensar nos lados isolados do seu cérebro, mas sim pensar nele como um todo que precisa e deve ser estimulado.

Exercite sua criatividade na ABRA

Ficou interessado no assunto? Conheça os cursos da ABRA e venha exercitar sua criatividade. Temos opções Presenciais, Online e EaD ao Vivo.

×

Curioso(a) para desvendar os segredos da Inteligência Artística? Nosso e-book exclusivo, "EXPLORANDO O MUNDO DA IA - INTELIGÊNCIA ARTÍSTICA," está repleto de insights e conhecimentos profundos sobre como a IA está transformando o cenário artístico.

Queremos compartilhar esse tesouro de informações com você!

Basta preencher o formulário abaixo para baixar o e-book e começar a jornada de descoberta:

Mas espere, há mais! Além de receber seu e-book, convidamos você a mergulhar em nossos cursos que abrangem a interseção empolgante entre a criatividade e a IA. Prepare-se para expandir seus horizontes e criar de maneira inovadora.

Não perca a oportunidade de explorar a IA e suas possibilidades artísticas. Preencha o formulário e desbloqueie o acesso ao e-book e ao mundo de criatividade que o espera!

×

Regulamento da Campanha – ABRA.ia – Inteligência Artística

ABRA IA – Inteligência Artística

Em uma era digital mergulhe na sua criatividade
Período 01/08/2023 até 30/09/2023

 

1. Bolsas de estudo integrais para indicações:

Os participantes que comprarem um curso presencial e indicarem outra pessoa que também efetuar a compra de um curso presencial serão elegíveis para receber uma bolsa de estudo integral para um curso rápido de sua escolha de acordo com disponibilidade de vagas e datas de início.
Tanto o participante que realizou a indicação quanto o indicado à bolsa de estudo. A bolsa de estudos será concedida após a confirmação do pagamento e matrícula dos dois participantes indicados. Os ganhadores receberão um comunicado da escola informando a disponibilidade da bolsa, assim como os cursos disponíveis e datas de início para a escolha. 

 

2. Compre e Leve: curso de História da Arte online:

Os participantes que adquirirem o Kit de material da ABRA terão como brinde um curso online de História da Arte. O curso online será disponibilizado em até 3 dias úteis após a confirmação do pagamento do Kit de material, a) caso a aquisição seja de um curso de história da arte, deve ser oferecido outro curso equivalente.

 

3. Desconto de 60% em todos os cursos online:

Durante o período da campanha, todos os cursos online terão um desconto de 60% sobre o valor regular.Os participantes poderão se inscrever em quantos cursos online desejarem com o
desconto aplicado. 

 

4. Compre um curso e ganhe outro:

Os 200 primeiros participantes que adquirirem cursos online, terão como brinde acesso a um segundo curso à sua escolha que deverá seguir alguns critérios que são: a) é limitado a 1 curso por pessoa b) a campanha se estenderá até atingir o número de pessoas da estipulado, não tendo prazo definido para encerramento c) caso no período de 60 dias correspondentes a campanha não atinja a quantidade de 200 participantes todos que adquiriram serão contemplados d) é de responsabilidade do participante acompanhar seu e-mail para receber as informações relativas à campanha e) a ABRA não se responsabiliza com a perda de informações enviadas f) o participante que não enviar a opção de curso até a data estabelecida terá seu benefício cancelado. g) o e-mail solicitando a escolha do seu próximo curso será enviado em até 7 dias úteis após a confirmação do pagamento do primeiro curso, através do e-mail disponibilizado na hora da compra h)O acesso ao segundo curso só será disponibilizado após o envio da escolha do curso que siga os critérios descritos neste parágrafo. i) o
prazo para receber o acesso dos cursos é 30/09/2023 j) lista com todos os ganhadores será disponibilizada apenas no fim da campanha. É de responsabilidade do participante acompanhar seu e-mail para receber as informações relativas à campanha. O prazo de resgate da oferta é de 60 dias.

 

5. Bolsa integral de curso online para ação social:

A cada curso presencial adquirido, a ABRA vai disponibilizar uma bolsa integral do curso online História da Arte para um aluno matriculado na rede estadual de ensino médio. A seleção dos alunos beneficiados será realizada em parceria com instituições de educação parceiras. As bolsas serão disponibilizadas ao final da campanha para a instituição de ensino escolhida.