Desenhar é bom para o cérebro? - Academia Brasileira de Arte Academia Brasileira de Arte -

Já publicamos aqui neste texto sobre os 7 benefícios do desenho. Abordamos que quem desenha perde o medo de errar, desenvolve o lado direito do cérebro, eleva sua autoestima, melhora sua percepção visual, amplia seu conhecimento sobre arte, melhora seus relacionamentos e trabalha a criatividade. Porém, não são só esses benefícios que o desenho traz.

De acordo com pesquisa feita pela Universidade de Drexel reportada pelo Portal Epoca, desenhar traz diversos benefícios químicos e orgânicos ao nosso corpo. Os cientistas descobriram que a região estimulada pelo cérebro durante o ato de desenhar é a conhecida como “área de recompensa”. Esta é a mesma parte do cérebro que faz com que dançar, rir, comer e outras atividades lúdicas sejam tão prazerosas para nós.

A descoberta se deu quando os pesquisadores observarem que o fluxo sanguíneo no cérebro é alterado durante o desenho. Sim, o simples ato de pegar um lápis e começar a dar forma para os desenhos faz com que o fluxo de sangue oxigenado vá direto para o córtex pré-frontal – a área da recompensa, gerando assim uma sensação de prazer. É exatamente a mesma resposta do corpo de quando sorrimos, por exemplo.

Se desenhar é felicidade, a ABRA quer democratizar sorrisos

Neste mês de abril, a ABRA está com o maior projeto de arte do país: o Desenha Brasil. Faça sua matrícula em qualquer curso relacionado a desenho com 50% de desconto. São dezenas de opções de cursos presenciais ou online, com tutoria 24h, para você poder praticar essa atividade que desperta os melhores sentimentos.

A arte faz sorrir, nos tira da depressão e abre portas profissionais. Participe deste projeto e indique para seus amigos. Quem sabe você não será o responsável pela sensação de felicidade de alguém ao desenhar?