fbpx

A indústria durante muito tempo seguiu o modelo de produção em que o usuário deveria se adaptar ao produto que ela lançava. Ou seja, era bem comum termos longos manuais de instruções para explicar o complicado funcionamento do equipamento. Entretanto, nos últimos anos cresce a adoção do Design Centrado no Usuário (ou DCU) por parte das empresas.

Do que se trata o Design Centrado no Usuário? 

Esta metodologia de produção inverte o conceito que a indústria utilizava antes e passa a colocar o consumidor como centro das tomadas de decisão do desenvolvimento de produtos.

A ideia é que ao produzir algo (seja um equipamento ou um programa) ele tenha um uso e uma interface intuitiva, que facilite para o consumidor utilizá-lo sem maiores dificuldades ou sem complexos manuais.

No entanto, o foco do DCU não se limita apenas à facilidade de uso, mas sim em criar um produto que atenda às necessidades do usuário. No entanto, para alcançar esse objetivo, a indústria precisa seguir alguns passos:

  1. Identificar os problemas: nesta fase é preciso levantar necessidades e entender os pontos de conflitos dos usuários através de pesquisas, observações e entrevistas;
  2. Criar soluções alternativas: Falamos da fase em que são levantadas hipóteses de soluções para as necessidades levantadas e surgem os primeiros sketchs (ou esboços);
  3. Construir protótipos testáveisa partir dos sketchs feitos na fase anterior, agora é o momento de tirar as ideias do papel e criar modelos testáveis do que pode vir a ser o produto final;
  4. Avaliar com usuários: levar os protótipos para testes com usuários, colhendo as conclusões sobre o que funcionou, que não atendeu às expectativas e o que pode melhorar. 

Evite Confusões 1 – DCU x Design Centrado no Ser Humano  

Durante a implementação do conceito de DCU, podem surgir algumas confusões com outras metodologias. A primeira delas trata sobre o Design Centrado no Ser Humano e mesmo contando com similaridades, ela tem uma diferença importantíssima para o Design Centrado no Usuário: sua abrangência.

O foco do Design Centrado no Ser Humano é de atender necessidades mais generalistas como: percepções, ergonomia, cognição e sociologia. Por outro lado, o DCU leva em conta particularidades, hábitos e preferências do público-alvo para o qual aquele produto é destinado.

Sendo assim, você pode e deve atender necessidades gerais, mas tendo em vista que o produto em questão para ter um público específico, é preciso fazer uma pesquisa aprofundada para entendê-lo melhor e priorizar o atendimento às suas necessidades.

Evite confusões 2 – DCU x Design de Experiência do Usuário (ou UX Design) 

Uma outra confusão bastante comum é confundir o Design Centrado no Usuário com o UX Design. Isso porque falamos novamente de duas metodologias que compartilham similaridades, mas que possuem diferenças que impactam o resultado final do produto.

Primeiramente devemos ter em mente que o DCU é um processo de design que coloca o usuário no centro de tudo, garantindo que as necessidades, desejos e comportamentos dele estejam sempre em consideração durante o desenvolvimento de um produto ou serviço.

Enquanto isso, o UX Design tem como objetivo criação de uma experiência de usuário positiva ao interagir com um produto ou serviço. Apesar de ela tratar de aspectos como a facilidade de uso, a satisfação do usuário e a eficiência na realização de tarefas, sua metodologia pode ser aplicada em produtos já existentes, enquanto o DCU faz isso desde a sua concepção.

Benefícios de adotar o Design Centrado no Usuário 

Sempre que pensamos em DCU, a primeira coisa que vem à mente são os benefícios ao consumidor, mas ele não é o único que ganha com a adoção desta metodologia. Isso porque, tanto designers de produto como a própria indústria também têm vantagens ao utilizar esta metodologia. Vamos a seguir falar um pouco sobre as vantagens para cada um:

1 – Para o consumidor 

Este é, sem dúvida, o grande beneficiado do Design Centrado no Usuário. As vantagens para ele incluem uma melhoria na qualidade de vida, pois poderá contar com produtos que atendam às suas necessidades de forma mais completa. Além disso, torna a tecnologia mais acessível, permitindo que até mesmo usuários menos experientes possam utilizar o equipamento ou serviço sem grandes dificuldades.

2 – Para o Designer de produto 

O designer de produto, ao adotar essa metodologia, passa a enxergar novas oportunidades se abrindo, uma vez que estamos falando de um mercado em expansão. Isso amplia suas possibilidades de atuação.

Trabalhar com o Design Centrado no Usuário também está alinhado com os objetivos de muitos designers de produtos, que buscam simplificar a vida das pessoas. Por fim, é importante mencionar a possibilidade de os profissionais que adotam o DCU contribuírem para as estratégias da empresa, uma vez que a comunicação constante é essencial nesse processo para se alcançar o resultado ideal.

3 – Para a empresa 

Obviamente, as empresas também têm muito a ganhar com a adoção do DCU. Para começar, temos a melhoria na qualidade dos produtos, pois eles só serão lançados para o grande público após atingirem o ponto considerado ideal dentro da metodologia do Design Centrado no Usuário.

Além disso, é importante mencionar que, como estamos lidando com um processo mais assertivo, a produtividade da equipe será maior, pois ela não terá que “tatear no escuro”, contando, em vez disso, com uma base consistente de informações para criar.

Outro ponto importante é o aumento do valor da marca, pois esta passará a ser símbolo de um produto pensado para atender precisamente às necessidades do usuário. Isso resultará em um aumento nas receitas e até mesmo em uma redução de custos, uma vez que a margem de erro será menor devido às pesquisas prévias.

Aprenda Design de Produto na ABRA

Você já conhecia o conceito de Design Centrado no Usuário? Pois sabia que falamos de uma metodologia em que o processo de criação de sketchs para colocar no papel a ideia do designer de produto, é fundamental? E você sabia que aqui na ABRA nós temos um curso presencial voltado justamente para atender este mercado em franca expansão?

Através do nosso “Curso de Sketch de Produto“, nós trazemos a vocês tudo aquilo que precisam saber para você aprimorar suas técnicas na criação de sketchs ou até mesmo se você está pensando em se tornar um Designer de Produto e deseja conhecer um pouco mais da profissão. 

Nosso curso trará tanto os conceitos básicos de desenho, como também desenvolverá sketchs de produtos através de opções de briefing.

Conheça agora mesmo os benefícios e metodologias dos cursos presenciais clicando aqui e faça sua matrícula agora mesmo!

Autoria: Departamento de Pesquisa e Cultura ABRA

 

×

Curioso(a) para desvendar os segredos da Inteligência Artística? Nosso e-book exclusivo, "EXPLORANDO O MUNDO DA IA - INTELIGÊNCIA ARTÍSTICA," está repleto de insights e conhecimentos profundos sobre como a IA está transformando o cenário artístico.

Queremos compartilhar esse tesouro de informações com você!

Basta preencher o formulário abaixo para baixar o e-book e começar a jornada de descoberta:

Mas espere, há mais! Além de receber seu e-book, convidamos você a mergulhar em nossos cursos que abrangem a interseção empolgante entre a criatividade e a IA. Prepare-se para expandir seus horizontes e criar de maneira inovadora.

Não perca a oportunidade de explorar a IA e suas possibilidades artísticas. Preencha o formulário e desbloqueie o acesso ao e-book e ao mundo de criatividade que o espera!

×

Regulamento da Campanha – ABRA.ia – Inteligência Artística

ABRA IA – Inteligência Artística

Em uma era digital mergulhe na sua criatividade
Período 01/08/2023 até 30/09/2023

 

1. Bolsas de estudo integrais para indicações:

Os participantes que comprarem um curso presencial e indicarem outra pessoa que também efetuar a compra de um curso presencial serão elegíveis para receber uma bolsa de estudo integral para um curso rápido de sua escolha de acordo com disponibilidade de vagas e datas de início.
Tanto o participante que realizou a indicação quanto o indicado à bolsa de estudo. A bolsa de estudos será concedida após a confirmação do pagamento e matrícula dos dois participantes indicados. Os ganhadores receberão um comunicado da escola informando a disponibilidade da bolsa, assim como os cursos disponíveis e datas de início para a escolha. 

 

2. Compre e Leve: curso de História da Arte online:

Os participantes que adquirirem o Kit de material da ABRA terão como brinde um curso online de História da Arte. O curso online será disponibilizado em até 3 dias úteis após a confirmação do pagamento do Kit de material, a) caso a aquisição seja de um curso de história da arte, deve ser oferecido outro curso equivalente.

 

3. Desconto de 60% em todos os cursos online:

Durante o período da campanha, todos os cursos online terão um desconto de 60% sobre o valor regular.Os participantes poderão se inscrever em quantos cursos online desejarem com o
desconto aplicado. 

 

4. Compre um curso e ganhe outro:

Os 200 primeiros participantes que adquirirem cursos online, terão como brinde acesso a um segundo curso à sua escolha que deverá seguir alguns critérios que são: a) é limitado a 1 curso por pessoa b) a campanha se estenderá até atingir o número de pessoas da estipulado, não tendo prazo definido para encerramento c) caso no período de 60 dias correspondentes a campanha não atinja a quantidade de 200 participantes todos que adquiriram serão contemplados d) é de responsabilidade do participante acompanhar seu e-mail para receber as informações relativas à campanha e) a ABRA não se responsabiliza com a perda de informações enviadas f) o participante que não enviar a opção de curso até a data estabelecida terá seu benefício cancelado. g) o e-mail solicitando a escolha do seu próximo curso será enviado em até 7 dias úteis após a confirmação do pagamento do primeiro curso, através do e-mail disponibilizado na hora da compra h)O acesso ao segundo curso só será disponibilizado após o envio da escolha do curso que siga os critérios descritos neste parágrafo. i) o
prazo para receber o acesso dos cursos é 30/09/2023 j) lista com todos os ganhadores será disponibilizada apenas no fim da campanha. É de responsabilidade do participante acompanhar seu e-mail para receber as informações relativas à campanha. O prazo de resgate da oferta é de 60 dias.

 

5. Bolsa integral de curso online para ação social:

A cada curso presencial adquirido, a ABRA vai disponibilizar uma bolsa integral do curso online História da Arte para um aluno matriculado na rede estadual de ensino médio. A seleção dos alunos beneficiados será realizada em parceria com instituições de educação parceiras. As bolsas serão disponibilizadas ao final da campanha para a instituição de ensino escolhida.