Artigos

Estilo: estar na moda começa na organização do seu guarda roupa.

Ter um estilo próprio em moda é mais fácil do que você imagina!

Muita gente acha que é preciso ter muito dinheiro ou algum dom natural para ser uma pessoa “estilosa”.

Isso não é verdade! Entretanto, o que vemos com frequência são pessoas que não sabem usar o que têm dentro do seu próprio guarda-roupa.

É claro que se você quer ser um especialista, deve fazer nossos cursos de Moda e Estilismo. Mas, estas dicas vão ajudar você a ter um estilo legal na hora de se vestir.

Vamos começar mostrando como você pode organizar melhor seu guarda-roupa e consiga ter mais opções com as mesmas peças. Afinal, em tempos de quarentena, arrumar o quarto é uma das atividades que muita gente tem optado para se distrair

Ah! Se quiser outras dicas, confira também nossos textos sobre organização de casas e combinação de móveis!

// Repetição por preguiça é um erro a se evitar.

Você já teve a impressão, às vezes, de estar vestindo as mesmas roupas? Sabe aquela sensação de usar as mesmas calças e camisetas, mesmo sabendo que tem diversas outras opções guardadas? E quando você começa a arrumar tudo e encontra aquela blusa que não usa há meses?

Isso acontece, muitas vezes, por preguiça e comodidade. As pessoas usam as roupas, lavam e guardam na parte da frente do guarda-roupa, fazendo com que usem sempre as mesmas. Muitos já pegam a roupa direto do varal e vestem!

Para conseguir extrair todo o potencial do seu guarda-roupa, o ideal é deixar todas as roupas à mostra. Claro que nem todos têm espaço para isso e os closets maravilhosos de programas de televisão não são comuns no Brasil. Apesar disso, você não precisa deixar 3 ou 4 mudas de roupa à mostra e o resto jogado e embolado no fundo. Manter o guarda-roupa organizado, além de ser um hábito saudável, faz com que a arrumação nunca perca o sentido. Se mesmo assim você tiver pouco espaço de armazenamento, tente promover um rodízio, no qual algumas peças ficam mais à mostra durante um tempo e, depois vão mais para o fundo dando espaço para outras.

// Pratique o desapego sempre.

Assim como na arrumação da casa, praticar o desapego para organizar o guarda-roupa também é fundamental. Faça periodicamente uma análise das peças que você tem guardadas. Por mais que algumas possam ter valor sentimental ou de ocasiões especiais, não faz sentido guardar para não usar. Quantas pessoas no mundo estão precisando de roupas, e você deixando várias peças mofarem no fundo do seu armário?

Outra dica legal, é adotar o lema “entrou, saiu”. Ou seja, toda vez que você comprar uma nova peça, doe uma antiga. Assim, além de abrir espaço para a nova, você ainda ajuda alguém que precisa.

Um aspecto muito importante quando falamos de moda é que o estilo pessoal de todo mundo vai se alterando com o passar do tempo. A pessoa que numa determinada idade adorava roupas coloridas pode passar a usar cores mais neutras ou vice-versa. Da mesma forma, é comum termos um guarda-roupa com roupas mais escuras quando estamos com uns quilinhos a mais e deixar nosso estilo mais claro quando emagrecemos.

Não fique apegado a frases do tipo: “mas o meu estilo não é esse!”. Estilo não é uma característica própria, é um estado de espírito. Assim como mudam suas opiniões, gostos culinários, amigos e amores, a forma de se vestir também vai se adequando com o passar do tempo.

// Seu estilo depende da estação do ano.

Quando iniciamos o processo de organização, um dos primeiros passos deve ser identificar a estação do ano em que estamos. Por mais que no Brasil elas não sejam tão definidas, não é difícil saber quando estará mais para frio ou mais para calor. Este passo é importante para que possamos deixar de fácil acesso o que vamos, realmente, utilizar.

Em outras palavras, se é verão, por exemplo, guarde todas as blusas muito pesadas, gorros de lã e afins. Você pode deixar uma ou duas para emergência, mas não precisará ficar o tempo todo com aquelas roupas ocupando espaço. No mercado há diversas opções de sacos à vácuo para guardar tudo isso no maleiro.

Já, se a arrumação for feita numa estação fria, guarde roupas de banho, regatas e itens que você não usará com muita frequência.

// Use e abuse de padrões e organizadores.

Para ficar ainda mais fácil arrumar seu guarda-roupa, padronize tudo o que for possível: cabides, caixas, expositores. Aliás, as caixas merecem uma informação a mais: opte sempre por transparentes, para que você possa ver o que tem dentro. Uma das coisas que mais desmotivam as pessoas é ter que abrir caixa por caixa para encontrar aquela peça tão desejada para o look do dia.

Organizadores são muito uteis para peças pequenas, roupas íntimas e tudo aquilo que você não conseguiu manter um padrão de empilhamento ou pendurar, por exemplo.

Há ainda uma opção, que para alguns é exagero, mas que sempre dá muito resultado: organizar as peças de forma cromática, indo da mais clara para a mais escura. Só assim você consegue visualizar as opções e fazer a escolha perfeita para o dia.

// Estilo é estar feliz com a sua roupa.

Com tudo organizado, chega a hora de fazer escolhas. Esse é um processo muito pessoal e fica até difícil dizer como fazer. Porém, algumas coisas são, de certa forma, universais.

Uma pessoa estilosa não é aquela que se veste de uma forma própria e única, ou que usa determinadas marcas ou tipo de roupa. Para ter estilo é preciso estar se sentindo bem com o seu look. Autoconfiança e autoestima são itens fundamentais na vestimenta de qualquer um!

Tente adequar o seu estilo ao ambiente no qual você estará durante o dia. Não faz sentido ir de roupa social à praia, nem ir com roupa de banho para o escritório. São exemplos extremos, mas que passam a principal mensagem, que é a necessidade de adequação. Dentre os erros mais comuns, talvez o que mais se repete é o da pessoa que quer sobrepor seus gostos pessoais ao ambiente que está inserida. Invariavelmente, isso vai gerar um desconforto, pois, haverá aquela sensação de estar descolado das pessoas ao redor.

Por fim, uma dica é saber que o básico nunca erra e com poucos acessórios ele muda totalmente de cara. Uma calça jeans com camiseta preta dificilmente cai mal em algum ambiente; uma camisa por cima, um sapato social (masculino ou feminino) e alguns acessórios (relógio, pulseira, colar) transformam completamente seu visual. Para as mulheres, a maquiagem também é forte aliada neste sentido.

E o mais importante: esteja feliz com você mesmo(a). Conheça seu corpo, suas qualidades e defeitos, saiba valorizar o que você gosta mais em você! O que você não gosta, aceite ou mude quando for possível. Mas, opte por ser feliz enquanto decide, também!

Gostou das dicas acima? Conheça mais sobre os nossos cursos de Moda & Estilismo. Quem sabe você não se interesse e resolva virar profissional da área?

// Quer saber mais sobre os cursos de:

Redação
ABRA – Academia Brasileira de Arte.

Comentários

Abrir Chat
Ei, estamos no WhatsApp!
Está com Dúvidas?

Fale agora com um de nossos Consultores Educacionais!